Minha semana. 03.08.2011. Cássio Junqueira. Amina Di Munno. Só Poesia


Música e poesia, poesia e música... tudo a ver, e quando bem elaboradas fazem um casamento perfeito. Ambas preenchem a alma...

Pois é, este meu mês de agosto será quase todo lítero-musical. Dou uma paradinha nos shows do meu CD “Enquanto eu fizer canção” e abro espaço para participar de uma "tournée" com o poeta Cássio Junqueira , uma das mais jovens expressões da nova poesia brasileira, quando serão realizados recitais de lançamento de seu novo livro "Só Poesia", organizado, prefaciado e traduzido pela crítica literária e tradutora italiana Amina Di Munno.

Amina é professora de língua portuguesa e literaturas portuguesa e brasileira da Universidade de Gênova, tradutora de autores como Fernando Pessoa, Eça de Queiroz, Machado de Assis, Vinicius de Moraes, Clarice Lispector, Chico Buarque, Milton Hatoum, entre outros, ou seja, tem muita autoridade no assunto.

Tive a oportunidade de acompanhá-los, Cássio e Amina quando do lançamento do mesmo livro em 2010 na Itália onde excursionamos por várias cidades como Gênova, Sermoneta (Roma), Lecce, Savona, Santa Margherita, Siena e Milão. Foram viagens marcantes, o casamento lítero-musical resultaram em saraus gratificantes que tiveram uma calorosa receptividade em todos os eventos realizados. Veja este link de nossa apresentação em Siena, aqui com participação da atriz Patrícia Ercole.

No Brasil, o livro também terá edição bilíngue (português e italiano), da editora Comunità Italiana.
O lançamento acontecerá na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, no dia 8/8 (segunda-feira), a partir das 19h.
No dia 15/08 o lançamento será na Livraria Argumento do Rio de Janeiro, além dos eventos literários em algumas das principais universidades brasileiras, como a Universidade de São Paulo (USP), do Rio Grande do Sul, Belo Horizonte, dentre outras, em datas que a gente vai anunciando pra vocês em seu tempo certo.

Então, fica aqui o primeiro convite dessa tournée: neste sábado 06/08, o recital vai acontecer no espaço Villa Della Cultura do Museu Histórico Municipal de São Caetano do Sul, em plena 19º Festa Italiana do município. Lá, além de cantar poemas de Cássio, musicados pelo compositor mineiro Irineu de Palmira, canto também canções de Vinícius de Moraes e Chico Buarque, acompanhada ao violão por Edmilson Capelupi.

O endereço? Rua Maximiliano Lorenzini, 122, Bairro Fundação. A gente conta com a presença especial de vocês...

Ótima semana a todos.

Minha Semana. 17.07.2011. Roberta Valente.


Primeiro quero convidá-los para estarem comigo nesta quinta-feira (21) no Templo-bar de fé.
Lá estarei me apresentando muitíssimo bem acompanhada pelo maestro, arranjador e um dos maiores violonista sete cordas do Brasil, Edmilson Capelupi, pelo violão aconchegante de Marcelo Menezes, pelos sopros contagiantes de César Roversi e a percussão orquestral de Douglas Alonso. Só gente de responsa. Vai ser lindo. Fica aqui o convite: Bar Templo, dia 21/08, 21horas, Rua Guaimbé, 322, na Móoca. Espero vocês.

Por outro lado, conta disso fizemos um ensaio em minha casa na semana e meninos me revelaram um faceta maravilhosa. São todos donos de casa e...adivinhem!!...cozinheiros. Que maravilha!!! Já não me preocupo mais quando os convido para um jantar ou almoço, sei que posso contar com auxílio luxuoso na cozinha. Tranquilidade à vista.

Mas agora, contando sobre as minhas andanças por São Paulo na semana, não posso deixar de falar da comemoração de aniversário de minha querida Robertinha Valente. Pois é, me juntei aos amigos em comum lá pelas bandas da Vila Madalena, mais precisamente no Bar e restaurante Sabiá dos meus amigos Stê, Léo e Fernando, e tivemos uma noite agradável, muito bate papo e muita música boa tirada do baú, tava lá Da. Inah que não me deixa mentir. Mas falar de Robertinha é falar de um longo tempo musical que percorremos juntas. Conheci Roberta no famoso Bom Motivo Bar ( não vou dizer exatamente o ano para não assustar ninguém), mas na época Roberta era aprendiz de pandeirista e, justiça seja feita, uma estudiosa e amante da música popular brasileira. Nos áureos tempos do bar, muita música do lado B, esquecidas na gaveta e interpretadas por vários de nós cantores do bar eram sacadas por Roberto Lapiccirela com assessoria importantíssima de Roberta. Hoje ela se dedica ao choro, como instrumentista em vários grupos do gênero, quase todos eles caminhando com sua liderança e, como não poderia deixar de ser marcando a história do choro paulista. Se você puder, procure o CD “Panorama do Choro Paulistano Contemporâneo”, projeto desenvolvido por ela e Yvis Finzetto que evidencia a expressão atual dos grandes chorões compositores do nosso convívio.

Parabéns Roberta Valente, duas, três, quatro vezes. A promoção de nossa arte lhe agradece.

É isso aí pessoal, um ótima semana a todos.

Minha Semana. 24.06.2011. Bar do Giba e o Santos Futebol Clube


Almocei neste final de semana que passou no Bar do Giba, o melhor em termos de comida brasileira na região de Moema (fica na esquina da Rua Anapurus com Moaci). Além da comida maravilhosa, do ótimo atendimento, pude bater um papo gostoso com meus amigos Giba e Cristina (donos do bar) sobre música, trabalho e finalizamos com futebol. Sendo meu amigo um torcedor santista pra valer, é claro, o tema foi Libertadores. Por que teria sido??? Eu conto...

Eu gosto muito de futebol. Não sou torcedora fanática mas o futebol é realmente um esporte encantador. Meu time? 'Santos Futebol Clube'. Quando digo isto, alguém sempre comenta: ‘é por causa do Pelé, não é?’. Talvez seja, mas prefiro dizer que é por influência de meu pai, o Sr. Nicanor Queiroz.

Lembro-me dele com os ouvidos grudados no rádio, torcedor orgulhoso do grande, encantador e temido Santos de Pelé, Coutinho, Gilmar, Pepe... . Talvez por esta sua paixão tão vibrante é que me empolguei e cheguei até a jogar como goleira num time feminino, lá em Porangaba (interior paulista). Carreira curta, claro, mas defensora de um importante pênalti que ajudou o time vencer o jogo.

Mas de volta ao Santos, minha torcida pra valer começou quando de outra formação: Pelé, Edu, Clodoaldo, Lima....

Pois é, estamos dando bola mais uma vez neste ano: contem comigo: 1- Bicampeão Paulista; 2-Campeão Brasileiro e.....e....TRI CAMPEÃO DA LIBERTADORESSSSS 2011!!!. Campeão absoluto deste ano.

Parabéns ao Muricy e seus meninos Neymar, Danilo, Raphael, Ganso, Elano, Zé Eduardo, Léo, Arouca, Edu Dracena, Durval, Adriano, Pará e Alex Sandro.

Estou radiante,

Abraços a todos e até a próxima....

Minha Semana. 16.05.2011. Templo, Bar de fé


Esta semana começou animada. O convite foi de fé, fé entre amigos.

Nesta segunda-feira (13) fui à inauguração da mais nova casa de música popular brasileira o “Templo - Bar de fé” de meu amigo Cícero Cunha (um dos três sócios). A casa é mesmo uma coisa linda, coisa fina, bom demais!

A noite foi de muitos encontros com amigos, muita badalação sadia, e o que foi melhor, desfrutei de ótimas companhias. Lá reencontrei Moacir Luz, Zé Luis do Império, Marcelinho Menezes e Giba com suas respectivas Cristinas, João Paulo Monteiro, irmãs Pereira, Graça Braga e Edvaldo Galdino, Nelmar e outros tantos amigos que só pude ver de longe, pois a casa estava cheia.

Dias antes já havia conversado com Cícero e Carmo Lima (produtor musical) que, orgulhosos e eufóricos, me deram detalhes do local. Quando cheguei em meio a tanta gente, confesso que não tive oportunidade de admirar cada escultura, cada verso em quadro, e os detalhes significativos que, posso dizer sem medo de errar, vieram do talento criativo de Cícero. Mas estarei lá por outras vezes e assim o farei. A Cris (esta esposa do Cícero) me segredou que o sonho dele é tornar-se carnavalesco. Faço a maior fé, meu amigo!

A proposta musical do bar é de ter qualidade. A estréia do grupo da Bendita segunda, não deixou dúvidas: um salve especial a ótima performance de Marcelinho Menezes, Alfredo Del Penho, Pedro Miranda, Eduardo Neves, Pedro Amorim e Paulino Dias e Thiaguinho da Serrinha. Show de repertório e animação.

O auge da festa veio com a apresentação tão esperada de João Bosco. Sabe tudo! Um belíssimo show em voz e violão (que cá pra nós não precisa de mais nada mesmo) de uma hora e meia pra felicidade geral e irrestrita.

Gostei muito e recomendo a todos: vão lá conhecer o “Templo – Bar de fé” que fica lá na Moóca, na Rua Guaimbé, 322. Vocês vão gostar de música, da comida e do astral.

Tem mais: esta sexta (17) é dia de Ó do Borogodó, espero vocês. E no domingo (19) tem Dona Inah na Casa de Francisca.

Até mais pessoal.

Minha Semana. 22.05.2011. Sr. Brasil e Ferruge


Olá amigos e fãs.

As semanas têm sido especiais porque a vida é especial. Com ela alternamos momentos bons e tristes. Esta que passou se destaca pela minha mais recente apresentação no Sr. Brasil, programa idealizado e apresentado por Rolando Boldrin, para quem quero aqui deixar meu abraço muito especial. Rolando é um desses poucos divulgadores e amantes da verdadeira música popular brasileira que tem carregado o piano fazendo com que sejam mantidas e cultivadas as nossas raízes, porque acredita e aposta no valor musical que este brazilzão tem. É sempre impagável ser o convidado de seu programa. Essa felicidade tive o privilégio de desfrutar pela quarta vez, e sempre saio de lá realizada porque com ele a gente renova a convicção de que estamos trilhando o caminho certo da boa música.

Bem, o programa foi ao ar na quinta-feira com reprise no domingo. Acompanhada pelos violonistas Edmilson Capelupi (parceiro musical de longa data), pelo maestro Edson Alves, por Alexandre Ribeiro no clarinete, Bré, no pandeiro e Daniel Ferruge, no cavaquinho.
Cantei três faixas divulgando o meu mais novo CD Enquanto eu fizer canção, Meu cariri de Rosil Cavalcanti e Dilú Melo, Miragem de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito e por último Estrada do sertão de João Pernambuco, Hermínio B. de Carvalho e Wilson Rodrigues. Esta última agradou bastante a platéia e, creio eu, pela repercussão, os telespectadores em geral. Nós ainda vamos ter a oportunidade de postar os vídeos dessas músicas para você que não pode assistir e quer saber como foi.

A nota triste da semana fica por conta do acidente de trânsito que sofreu meu músico e amigo Ferruge. Ele ainda esta carecendo de cuidados junto a UTI do Hospital Santa Marcelina da Zona Leste. A torcida e as preces de todos nós tem sido para que ele tenha uma recuperação rápida e sem seqüela alguma, para poder estar conosco tocando, como sempre lindamente, o seu cavaquinho. Seja bravo Ferruge!!

Amigos e fãs peço que reforcem a nossa corrente positiva em favor do Ferruge pois ele merece.

Tenham todos uma ótima semana.

logo

Carmen Queiroz, é cantora de música popular brasileira, paranaense, radicada em São Paulo. Moldada com as influências de grandes intérpretes da MPB e reconhecida como uma das mais belas vozes do cenário musical brasileiro.
Com uma identidade vocal marcada por um timbre ímpar que mescla bom gosto à sofisticação, busca preservar a memória da música popular, mantendo o diálogo entre o tradicional e o contemporâneo.
Ao longo de sua carreira registra cinco trabalhos fonográficos solos (Flor da Paz, Leite Preto, Do meu jeito, Carmen Queiroz canta Cássio Junqueira, Enquanto Eu Fizer Canção) e participações em cds outros. Todos os seus CDs são distribuídos pela Tratore.

carmenqueiroz00@gmail.com






BUSCA



carmen queiroz

RIGNTONES


Baixe para Android

Baixe, coloque o arquivo mp3 na pasta Ringtones.
Vá em "configurações/som/toque chamada do dispositivo".
selecione o MP3 baixado.

Baixe para iPhone

Baixe o arquivo m4r
Dê 2 cliques para abri-lo no iTunes.
Vá em toques e selecione para sincronizar.
Sincronize seu telefone.
Vá em "configurações/toques".
selecione o ringtone baixado.