Músicas: Alô... Alô... de André Filho




Alô... alô... responde
Se gostas mesmo de mim de verdade
Alô... alô... responde
Responde com toda sinceridade
Tu não respondes
E o meu coração em lágrimas
Desesperado vai dizendo: alô... alô...?
Ai se eu tivesse a certeza deste teu amor
A minha vida seria um rosal em flor
Responde então

Alô... alô... responde
Responde com toda sinceridade
Alô... alô... responde
Se gostas mesmo de mim de verdade
Alô... alô... responde
Se gostas mesmo de mim de verdade
Alô, alô, responde
Responde com toda sinceridade
Alô... alô... continuas a não responder
E o telefone cada vez chamando mais
É sempre assim, não consigo ligação, meu bem
Indiferente, não te importas com meus ais!

Músicas: Só a pessoa sabe o que tem por dentro de Cássio Junqueira e Irineu de Palmira




Eu tenho dentro de mim
dores do passado,
amores errados,
coisas que não sei...
alguns futuros,
acontecimentos meio duros,
coisas que voltam a machucar...
Eu tenho dentro de mim
um pedaço de mar da Bahia,
alguma alegria,
alguém pra amar...
Eu tenho dentro de mim
tanta insegurança,
coisas de criança,
cantigas de ninar.
Eu tenho dentro de mim
algumas paisagens,
algumas imagens (de sonho)
e alguma coragem
pra continuar.

Músicas: Senhoras da minha vida de Cássio Junqueira e Irineu de Palmira




Senhora das tempestades,
dos raios e dos vendavais,
senhora da eletricidade.

senhora das águas doces,
dos córregos e dos riachos,
senhora da mansidão.

senhora das algas marinhas,
dos peixes e dos mistérios,
conceda-me a intimidade.

senhoras da minha vida,
senhoras da minha morte,
senhoras da minha sorte,

da minha proteção.

Músicas: Oxum e Yemanjá de Cássio Junqueira e Irineu de Palmira


Poema do poeta Cássio Junqueira publicado originalmente no livro "Só a pessoa sabe o que tem por dentro" (Editora Edicon), posteriormente musicado pelo cantor e compositor Irineu de Palmira, gravado por Carmen Queiroz no CD "Carmen Queiroz canta Cássio Junqueira". Teve nova inserção na coletânea bilíngue - português/italiano - "Só Poesia" (Editora Comunità), do poeta, organizada por Amina Di Munno.



Ser doce é como o rio,
que leva para o mar,
dos braços de Oxum
pros de Yemanjá...

O mar é um mistério
que dá medo de pensar!
Mas toda água doce
deságua lá no mar...

Saudade é como o rio,
que corre para o mar,
as águas de Oxum
pras de Yemanjá...

O amor é como o mar...
que dá medo de pensar!
Amar é se entregar
à incerteza que há no mar.

O mar é um mistério
que dá medo de pensar!
É o destino que tem o rio...
o da gente é sempre amar...

pois toda água doce
deságua lá no mar...
as águas de Oxum
nas de Yemanjá.

logo

Carmen Queiroz, é cantora de música popular brasileira, paranaense, radicada em São Paulo. Moldada com as influências de grandes intérpretes da MPB e reconhecida como uma das mais belas vozes do cenário musical brasileiro.
Com uma identidade vocal marcada por um timbre ímpar que mescla bom gosto à sofisticação, busca preservar a memória da música popular, mantendo o diálogo entre o tradicional e o contemporâneo.
Ao longo de sua carreira registra cinco trabalhos fonográficos solos (Flor da Paz, Leite Preto, Do meu jeito, Carmen Queiroz canta Cássio Junqueira, Enquanto Eu Fizer Canção) e participações em cds outros. Todos os seus CDs são distribuídos pela Tratore.

carmenqueiroz00@gmail.com






BUSCA



carmen queiroz

RIGNTONES


Baixe para Android

Baixe, coloque o arquivo mp3 na pasta Ringtones.
Vá em "configurações/som/toque chamada do dispositivo".
selecione o MP3 baixado.

Baixe para iPhone

Baixe o arquivo m4r
Dê 2 cliques para abri-lo no iTunes.
Vá em toques e selecione para sincronizar.
Sincronize seu telefone.
Vá em "configurações/toques".
selecione o ringtone baixado.